WhatsApp

UNIDADE I

99219-9358 •67 2108-2000

UNIDADE II Laboratório

99261-0259 • 67 2108-2900

Densitometria Óssea

Densitometria Óssea

O que é Densitometria óssea? Com o passar dos anos, nossos ossos ficam mais frágeis e o exame de densitometria óssea se torna uma obrigatoriedade. É ele que avalia estas estruturas e permite o tratamento adequado para evitar que elas se tornem frágeis a ponto de se romperem espontaneamente. A seguir, saiba tudo sobre este método diagnóstico. O que é? Densitometria é um exame de imagem que usa radiação para medir a densidade dos ossos e, deste modo, avaliar a possibilidade de osteoporose. O Exame O aparelho de densitometria óssea tem uma fonte de raios X que ‘atravessa’ o paciente”, explica o médico. “Por meio das diferenças de captação, a densidade mineral dos ossos é avaliada”. Resumidamente, quanto mais denso o osso for, menos radiação chegará ao detector. Dessa forma, o aparelho entende que aquele osso é maciço. Quem deve fazer o exame? A Sociedade Internacional de Densitometria Clínica (ISCD) recomenda que o exame seja realizado naqueles com maior risco de fratura, isto é: Mulheres acima de 65 anos e homens acima de 70 anos Pessoas que possuem condições clínicas relacionadas à fragilidade óssea (fraturas prévias e doenças que provocam a desmineralização do osso – como artrite reumatoide, doenças inflamatórias intestinais, hipertireoidismo e hiperparatireoidismo primário, por exemplo) Pessoas em uso de certos tipos de medicamentos, como glicocorticoides e anticonvulsivantes A indicação da realização do exame deve ser feita sempre em consulta com médico. Como é feito? O exame de densitometria é relativamente simples de ser feito e não exige grandes preparativos. Como é o preparo? No dia do exame de densitometria óssea, evite joias, sutiãs com aros de ferro e roupas com botões ou fivelas de metal, pois podem inferir no resultado. É recomendado também que a pessoa não tome qualquer suplementação de cálcio no dia, pois pode aparecer no exame da coluna e interferir no resultado. Já pessoas que realizaram exame com contraste recentemente devem esperar até duas semanas para sua completa eliminação, a fim de evitar interferências na avaliação. Vale lembrar ainda que há limites de peso que devem ser respeitados, em geral de 125 kg, mas os aparelhos mais modernos suportam até 200 kg. O exame é realizado em aparelhos de densitometria óssea expondo o paciente à radiação mínima. A duração é de 10 a 15 minutos e a pessoa fica deitada sobre uma mesa. ]]>

×